Problemas com daemon

93

Eu nunca pratiquei Goetia e nem cheguei a começar a leitura das Clavículas ainda, mas estou tendo certos pensamentos que julgo serem perigosos. Desde sábado eu venho pensando no nome de Astaroth a todo momento praticamente, isso tem me incomodado muito e me deixado com um certo receio. Ontem antes de dormir tentei resolver isso realizando 2 RMPs seguidos, tentando obter o máximo de resultado no ritual, mas mesmo assim o nome ficava vindo na minha mente. Pensei em ser um espírito zombeteiro também, mas me chamou a atenção o fato de ser extremamente nítido quando o nome me vem a cabeça.
Algum irmão mais experiente com Goetia poderia me aconselhar? Demais conselhos são bem vindos.

93 93/93

93!

Ainda que eu não acredite em “espíritos” - muito principalmente os zombeteiros - acredito sim em ideias obsessoras. E sim, esse é um expediente mental, e acontece o tempo inteiro, em maior ou menor grau, já que nossa mente inconsciente é uma fera indômita, e pode sim causar desordens mentais e físicas. No entanto, quadros mais graves são raros em pessoas saudáveis (sem predisposição orgânica), e mesmo nesses casos a intervenção medicamentosa pode ser aplicada com sucesso. Mas não quero crer que seja o seu caso.

Na verdade não acredito muito em “pensamentos perigosos”, mas tenho plena fé em sentimentos perigosos, e sei perfeitamente que uma coisa pode se transformar em outra muito facilmente uma vez que ideias e sentimentos são coisas indissociáveis.

Acho que a grande chave para sua obsessão especificamente está no sentido que essa figura tem pra você, no que Astaroth significa na sua vida. Por que o receio? E se você não pratica Goécia, se é que nem sequer leu as Clavículas, por que necessariamente associar o nome a algo além de um conjunto estranho qualquer de fonemas?

Um banimento é uma prática de higienização mental e, por extensão, psíquica e emocional. Ele tem como intuito criar por meio da imaginação uma atmosfera que organize e equilibre a esfera mental, ao menos temporariamente. Formas de banimento existem as mais diversas, e quanto mais tradicionalista você for tanto mais efetivas serão as fórmulas ortodoxas mais fechadas. De toda forma, existem alguns elementos internos que podem permitir que fendas permaneçam abertas nesse círculo; o medo, até por se tratar de um dos sentimentos mais básicos, é o principal deles.

Meu conselho seria no sentido que de você se distraísse com algo agradável e tratasse isso como qualquer outra ideia obsessiva. Quem nunca passou horas, dias até, com uma música chata na cabeça? E se mantivesse fazendo uns banimentos bacanas nos horários habituais. Aliás, essa é uma coisa que pode auxiliar com os RmP, digo essa coisa dos horários; jogando com eles como se tivessem hora para expirar você terá dois pontos de confluência diários, o que pode ser entendido como horários muito poderosos dentro da sua ritualística. É uma dica.

E se quiser mais uma, eu diria pra deixar essa leitura sobre Goécia pra mais tarde. Bem mais tarde.

93,93/93

É como uma música chiclete, basta voltar tua mente para outra coisa que você irá parar de pensar nisso. De qualquer forma, um nome não deveria te incomodar. Se é a tua cabeça quem pensa no nome então é você quem está buscando Astaroth e não o contrário.