Aleister Crowley realmente foi Eliphas Levi ??

Este é um tema bastante complexo e há defensores e críticos acerca dessa materia.

Nos primeiros tempos de sua carreira Crowley declarou ser reecarnação do ocultista francês Eliphas Levi. Depois de um contato mais profundo com as obras do francês disse que havia se enganado.

O fato é que Crowley nasceu 4 meses após o desencarne de Levi, o que talvez tornasse praticamente impossível o fato, mas algumas pessoas dizem que esses adeptos tem suas vidas planejadas com encarnações de antecedencia e não precisaria haver um entrevidas;

Há certa similaridade no estilo de escrever e sarcasmo, mas há diferenças fortes principalmente na ruptura com o cristianismo clássico, feita por Crowley. Também há diferenças na maneira de viver de Crowley, um hedonista, e de Levi, quase um estóico.

Gostaria de saber o que os senhores acham do tema.

Saudações...

Na minha opinião isso foi dito mais em sentido figurado do quel literal.

Mais como Crowley sendo uma encarnação de uma mesma vertente mágica, ou como uma continução ou evolução do pensamento mágico, ao qual Lévi fez sair das "trevas" tornando relativamente público e para o qual Crowley deu um novo e definitivo fôlego.

Prezados Frati,

93

Crowley, acreditava nisso, mas há uma pequena contradição em que ele diz que Levi foi um grande Magus, e depois afirma que este Grau esta livre do circulo de reencarnação! Por tais afirmações não é!

Att,

Guthiere.´.

"Grande magus" no sentido de "magista" ou de "9=2"? De qualquer modo, interpreto como a reencarnação da aspiração ou propósito, não da pessoa em si (por mais que haja o Liber Viae Memoriae e a crença dele em reencarnação). A propósito, alguém aí poderia levantar uma lista das reencarnações dele? Temos:

Ankh-f-n-khonsu

Eliphas Levi

Ko Yuen/Lao Tsé

Edward Kelly

E por aí vai... rs

A dúvida aconteceu porque um magista experiente que conheço afirmou categoricamente isso, o cara tem muita experiência com projeção astral, mental, clarividência forte, etc...

Mesmo assim fico na dúvida.

E.Levi morreu e 4 meses depois já nasceu Crowley. Pelo menos eu acho que não teria tempo de fazer uma programação da vida do cara, e olhe que ele foi importante.

Aguardo mais argumentos dos colegas.

Eu tenho uma certa resistência com relação a isso. Não necessariamente à reencarnação em si, mas sim aos sistemas de regressão usuais, como a hipnóse por exemplo.

Acho que as pessoas tem uma tendência muito forte a se deixarem levar por fantasias de grandeza que em alguns casos chegam a beirar o absurdo.

Qualquer um que passe por um processo desses em 99% dos casos se verá numa vida passada como membro da corte de Luiz XVI, ou um dos generais de Napoleão, ou um escriba egípcio, um guerreiro medieval, ou um nobre consultor de um czar russo, e por ai vai.

Praticamente ninguém terá sido um viatnamita vesgo plantador de arroz que morreu bêbado afogado no próprio vômito.

Todo mundo acha que foi importante. Ninguém quer ter sido um debilóide, um leproso ou um pedófilo. Onde andarão os imbecis e desgraçados se todos nós tivermos sido santos e nobres?

Não me entendam mal, não é que eu não acredite em reencarnação, eu só creio que algumas experiências místicas só podem ser travadas depois que o ego é colocado em seu devido lugar.

Esse negócio de qualquer hipnólogo clínico sair por aí realizando regressões à vidas passadas é, na minha opinião, um tanto temerário.

E reafirmo que com relação às ditas "reencarnações" de Crowley, que esse termo penso que esteja sendo usado em sentido figurado para se fazer alusão a uma continuidade de pensamento e ideais mágicos e filosóficos.

1 Curtida

Tambem tenho certa resistencia a pensar dessa forma.

Ou pelo menos em concordar com a maioria dos processos de regressao.

Mas creio que diante de algumas pessoas que convivemos eh impossivel acreditar que elas morrerao tapadas sem uma chance de continuar aprendendo.

Muita gente diz que parece contraditorio o fato de "perdemos a memoria ao renascermos" mas um amigo rosacruz me esplicou que pelo menos no ponto de vista aceito por ele, o que se esquece eh o processo de aprendizado, a habilidade continua la mesmo que de certa forma adormecida.

Eh como saber ler sem lembrar exatamente como se deu o processo de alfabetizacao.

Isso acontece com muitas de nossas habilidades ou "capacidades inatas".

Como falar, andar, ler, escrever. pedalar, dirigir entre tantas outras.

Talvez algumas habilidade ligadas a discernimento etico ou moral e ate mesmo a percepcao tambem permanecam sem que lembre-mo-nos de como foram adquiridas.

Mas esse negocios de ser uma linhagem nobre de encarnacoes anterioroes pode ate ser verdade mas eh algo realmente muito dificil de engolir.

Ja li em algum lugar que ate Cagliostro fez parte das reencarnacoes de Crowley.

Pode ser. Mas a regressão de verdade vem sem essas terapias de consultório, comigo nunca funcionou, em teoria deve-se entrar em dharana e meditar fundo nas energias que aparecem, as vezes é como puxar um fio de novelo de lã.

Eu duvidava também, mas quando você vê numa regressão datas e acontecimentos, lugares que não conhece e nunca viu é chocante. Hoje é muito fácil checar pela internet fotos de qualquer lugar do mundo quase e às vezes a regressão mostra coisas reais. Eu pelo menos acredito.

Sobre o Crowley não tenho certeza, tem muito mentiroso tanto no plano físico quanto no plano astral, é difícil ter informação de primeira.

Eu tenho outra teoria pras regressoes.

Como vc disse creio que REALMENTE de alguma forma entramos em dharana.

Mas atraves de dharana podemos acessar praticamente qualquer tipo de memoria atraves de ligacoes com o plano astral e principalmente com o plano mental ou "plano devachanico". Que mesmo que seja muito dificil se transportar para tal lugar em nosso atual nivel de consciencia, com certeza devemos receber informacao de la de alguma forma.

Ou pelo menos apenas podemos captar alguns "registros akashicos" similares a formas pensamento de nossas supostas vidas passadas que geramos no plano astral.

Provavelmente atraves de tais formas pensamento se possa acessar o "registro akashico" quase como se da alguns processos de divinacao (a maioria das formas de divinacao deve estar ligada ao plano astral).

Mas claro! Essas informacoes sao confundidas e interpretadas como memorias!

Sendo que, muitos outros seres possam acessa-las de algumas outras formas.

Ha casos que se mantem no plano astral "sombras" de seres que ja "passaram dessa pra melhor" mas que nao sao eles na verdade e retem apenas memorias.

Essa eh outra forma bem mais simples de acessar tais informacoes.

Entre elas ha algumas outras e deve haver muitas outras das quais eu nao conheco.

Também acredito na existencia de sombras astrais e na sua capacidade de guardar memórias dos homens e mulheres dos quais um dia fizeram parte.

Sintonizar uma dessas memórias para quem se aventura no astral e confundí-la com uma "memória de uma vida passada" e algo relativamente fácil.

Aí nos deparamos com uma explicação para outro fenômeno popular bem impressionante que é a chamada "psicografia" ou comunicação com o "espírito" dos mortos da qual tanto abusam os espíritas.

Um médium entra numa espécie de "transe passivo" e em sua inconsciência, ou semi-consciência, se deixa envolver pela "sombra" e assim acessa suas memórias referentes ao seu cotidiano familiar, eventualmente seus jeitos e trejeitos, e até inclusive suas habilidades como por exemplo a forma de sua letra.

Alguns raros se destacam e ainda conseguem acessar o chamado plano mental, mas a maioria se perde nos sub-planos do astral.

Mas para não fugir muito do assunto devo quero ainda dizer que creio que o meio mais fiél de se conseguir uma regressão genuína é sim, na minha opinião, por meio da meditação profunda e continuada, mas que mesmo assim devemos estar totalmente vigilantes às trapaças da mente, do raciocínio e do ego.

E gostaria de perguntar a quem já se submeteu a algum processo de regressão (qualquer que seja), se esta pessoa já se viu em uma vida passada como um ser humano péssimo cometendo atos abomináveis em lugares pútridos?

Repito:

Acredito sim em reencarnação.

Duvido da esmagadora maioria das regresões, ainda que não de todas, pois penso ser muito difícil (mas certamente não impossível) o seu método de consecussão.

A unica regressao que fiz foi praticamente traumatica, o fato de a ter feito sozinha me causou uma certa dificuldade para voltar a consciencia, sendo que alguns resquicios de memorias da vida anterior me deixaram por algumas dezenas de minutos confusos sem saber o que estava acontecendo por pensar que ainda era outra pessoa, nao despertando totalmente a consciencia de mim mesmo ao retronar para esse plano.

Outra coisa que me deixou confuso foi nenhuma das minhas vidas passadas ter ligacao uma com a outra, pelo menos nao que eu tenha notada.

Todas elas pareciam relativamentes insignificantes mas outro fato que me intrigou e frustou profundamente eh que nenhuma parecia estar ligada ao ocultismo, sendo que nessa vida tal assunto me atrai bastante!

E outra! Todos os personagens que vi pareciam ter um elevado grau moral, ja nessa vida tenho uma tendencia amoral e indiferente diante dos conceitos de bem e mal.

Por isso nao tenho certeza por qual tipo de experiencia que passei...

Na epoca minha capacidade de concetracao e de entrar em estados alterados de consciencia estava bem mais acentuada do que o normal e independente do que tenha ocorrido tenho certeza que nao foi apenas fruto de minha imaginacao...

So me recuso a acreditar pelo fatos citados anteriormente que tenha realmente sido uma regressao genuina que tenha ocorrido.

Algumas pessoas ja me disseram que eu tive ligacao com o ocultismo em vidas passadas, mas nao vi resquicios em nenhuma delas.

Sem contar que nao as vi completamente, a sensacao eh de que vi os ultimos meses de vida de cada uma. Sendo que a ultima delas me deixou em choque e confuso por um bom tempo.

mas ela me ajudou a me livrar de um conceito que hje vejo como bastante infantil que tinha na epoca.

Essa ultima vida pareceu ser de um guerreiro oriental mas sem casta samuraica. Um agricultor que defendia sua familia atraves da espada e que foi teve sua familia torturada de certa forma gracas ao sistema financeiro do japao feudal. Sua resistencia parece ter levado sua familia a morte e por nao ter conseguido defende-las parece ter sido levado ao suicidio.

A imagem de dois corpos em pocas de sangue no chao ficou marcado em minha mente por muito tempo, sem contar que a imagem de bonecas principalmente orientais sempre me lembrava das cenas por varios meses. Foi uam situaco realmente incomum.

Um amigo falou que isso seria quase impossivel ja que nao carrego tantos tracos orientais e segundo ele algum tracos da ultima vida se mantem nessa (discordo e desconheco o motivo de tal lorota)!

Mas reforcando essa possivel ultima vida passada, mesmo nao tendo me dedicado a isso, minha afinidade por artes marciais japonesas e minha facilidade em aprende-las ja surpreendeu muitos dos meus antigos instrutores.

So nunca pratiquei kenjutsu e nem kendo pra ver se a historia eh verdade mesmo! [:P]

Lorkshem, bastante legal o seu relato. Eu também vasculhei vidas passadas pra ver se tinha sido um John Dee ou coisa do tipo, mas não achei nada. Nas últimas duas vidas apenas fui um cara que lutava contra o sistema, sempre apanhando (fuzilamento, enforcamento...) por isso. Consegui conferir 3 vidas até agora e elas fecham com os lugares que pesquisei depois.

Acho que quem foi mago pra valer tem que planejar muito bem a vida seguinte, pois terá uma atuação que muda a vida de todos, tem que nascer mais ou menos na mesma época dos seus discípulos e num lugar propício. Isso me faz achar que Levi não era Crowley, apesar de que não tenho como saber.

Interessante Regressão, nunca fiz mais seria uma boa, ou seja, sucesso é tua prova, já afirmava Crowley.

Acredito que a reencarnação sirva para que nos tornemos pessoas diferentes em praticamente todos os aspectos, pois que um ego morre para que outro possa nascer, e portanto nos tornamos REALMENTE outra pessoa.

Então numa regressão não procure semelhanças. O fato de você se ver como uma pessoa absolutamente diferente do que você é hoje creio que seja um indício de sucesso na obtenção de uma experiência genuína.

A finalidade da reencarnação é justamente fazer com que o seu "Espírito", ou seja lá como se refira a aquilo que você É de verdade, passe pelas mais diversas experiências e experimentações. E não necessariamente suas tenências e interesses pessoais serão os mesmos. Muitas vezes em apenas uma vida a gente é capaz de se modificar completamente. Aliás é totalmente possível e provável que você se torne ESPANTOSAMENTE diferente.

É o seu ego que faz com que você seja como é, e embora talvéz às vezes você guarde traços dele num ego que virá depois, felizmente o ego morre e dá lugar para o novo.

Isso tudo significa só uma coisa: independentemente de existir reencarnação ou não, você vai morrer...todos vamos. Mas algo em você vai sobreviver e isto É o que Você É de verdade.

E talvéz a gente não se lembre naturalmente das encarnações passadas porque não seja mesmo pra lembrar, justamente por algumas lembranças serem trumáticas.

E a bem da verdade (por "lugar comum" que pareça)"águas passadas não movem moinhos"...

Nosso tempo é agora. [;)]

Acho que descobri um método preciso de saber que tipo de pessoas fomos em outras vidas, que tipo de vicios mantemos, e o que devemos fazer na encarnação atual! (Verdadeira Vontade?!? será? [:o] )

Na astrologia existem dois pontos virtuais que sao encontrados atraves dos cruzamentos da orbita da Lua com a ecliptica terrestre. Como sao duas elipticas, os dois pontos se cruzam opostamente.

Esses dois pontos sao chamados de Caput Draconis (aquele mesmo da geomancia) ou Nodo Norte e Cauda Draconis ou Nodo Sul.

Olhando para um mapa astral (que eh um tipo de "foto" do ceu) esses dois ponto parecem cruza-lo como um dragao, dai os termos em latim que significam cabeça e cauda do dragão.

Esse dois pontos tambem simbolizam traços de nossas vidas passadas que geralmente sao aspectos negativos que precisamos nos livrar para evoluir e o que vc deve(?) fazer na vida atual! (será mesmo que é o que eu estou pensando?)

Creio que a principal diferença entre isso e a Verdadeira Vontade seja que enquanto as atitudes do Nodo Norte precisam de um certo nivel de maturidade para serem tomadas, a Verdadeira Vontade depois de descoberta conta com a ajuda da "inérsia do universo", aparentando assim ser algo bem mais "fácil" de realizar.

Comparando a análise que fiz de meu mapa hoje de madrugada a minha regressão citada acima, as similaridades sao realmente assustadores. Tenho Nodo Norte na casa VIII e em Áries. Vou omitir aqui a descricao completa por ser demasiadamente longa. Mas posso adiantar que tal combinacao confirma o possivel suicidio. A interpretaçao diz:

"Em encarnações passadas houve **grandes sacrifícios por outros, os quais não foram integralmente apreciados. Agora, a alma reencarna com **traços de ressentimentos por não colher as recompensas dos seus esforços. Isto provoca o sentido contrário ao Nódulo Sul em Libra e impede o indivíduo de encontrar, nesta vida, seu Ser real!"

"Ser real"?!? Como assim? [:shock:]

Mas como ainda estou um pouco impressionado, ha a possibilidade de eu estar enganado.

Então proponho a todos uma experiência conjunta!

Que todos os interessados façam um mapa astral (o horario de nascimento exato presente na certidão de nascimento e corrigido no caso de horario de verão subtraindo 1 hora é de EXTREMA importancia no cálculo dessa configuração!) no link a seguir:

http://somostodosum.ig.com.br/mapa/

E identificando em que casa e em que signo se encontra o Nodo Norte (Caput Draconis) a interpretação pode ser feita atraves do seguinte link:

http://www.astrothon.com/Planetas/SubPlanetas1189801616It002

Espero vossas respostas inquietantemente! [:mrgreen:]

Nodo Norte em Leão / Nodo Sul em Aquário

Nodo Norte na terceira casa / Nodo Sul na nona casa

Cara... muito embora eu nunca tenha sequer tentado um experiência de regessão, é com certo receio que eu te afirmo que 90% bate perfeitamente com a minha personalidade, tanto com o que eu fui no passado quanto com o que eu me tornei hoje.

E ainda que eu deteste me limitar à uma descrição meio genérica de um site, e tenha um certo "pé atrás" com algumas interpretações astrológicas (não que eu não acredite só acho que algumas coisas são meio profundas demais para serem explicadas por meras conjunções astrais), ainda assim é inegável que muito do que eu li me desceve pelo menos parcialmente.

De qualquer forma eu sou uma pessoa de natureza um tanto influenciável em alguns aspectos e tendo a me identificar com o que leio principalmente nesses casos em que se toma uma abordagem pessoal (como é o caso de um mapa astral), portanto acredito que não sou parâmetro.

Talvéz eu errasse uma data acidentalmente e ainda assim me identificasse completamente com a referencia errada. É um defeito que eu tenho, às vezes eu tendo a interpretar qualquer mensagem como se ela tivesse um sentido mais profundo do que possivelmente tenha, e como se me fosse dirigida pessoalmente.

Admito que é loucura, mas eu sou assim mesmo. E ao mesmo tempo que essa tendêndia me deslumbra ela faz com que eu tome uma posição meio cética sobre certas coisas.

Bem, considerando as possibilidade...

Sao doze signos e doze casas, ou seja, poderia haver 144 combinacoes de signos e casas diferentes para os Nodos.

Mas mesmo que tivessemos as mesma combinacao, ainda sim teriamos mapas completamente diferentes e agiriamos de forma completamente diversa!

A descrenca da astrologia vem justamente do conhecimento superficial da mesma...

Otra oservacao importante:

Os Nodos sao parte de um Dragao. No apocalipse a mulher adultera (Babalon) monta um dragao! (seria Therion?)

Therion nao quer dizer Vontade?

Sera que isso pode revelar uma possivel ligacao no metodo possivelmente descoberto por Crowley?

Talvéz eu errasse uma data acidentalmente e ainda assim me identificasse completamente com a referencia errada

Vc pode tentar ler outros textos e ver se indentifica-se!

Eu não acredito em "reencarnação" atualmente neste plano. Observe que matematicamente isso parece impossível. Pensemos na data de morte de LéVi e na data de nascimento de CrowLey. Assim, é evidente que entre essas datas a população aumentou (e possivelmente muito). Logo, proporcionalmente, eu não sou nenhum "gênio" em matemática, mas eu imagino que se CrowLey era a encarnação de LéVi, então, outras pessoas também necessariamente deveriam ser (a encarnação da mesma pessoa?) ou teríamos que ter "pessoas sem almas" nessa explosão populacional. Não sei se eu soube explicar-me adequadamente, pois eu realmente não sou boa em matemática (mas isso me pareceu lógico).